Estado de saúde de Netinho ‘inspira cuidados’, diz médico-cirurgião na BA

Print Friendly and PDF

jorge-bastosMovimento em hospital aumentou na noite desta terça; Ivete visitou amigo. Cantor respira por aparelhos após cirurgia para drenar hematoma no fígado.

O médico-cirurgião Jorge Bastos, que acompanha a saúde Netinho, internado há quase 15 dias na UTI do Hospital Aliança, em Salvador, afirmou que o estado de saúde do cantor é estável, mas “inspira cuidados”.

Ele explicou que o paciente fez uma drenagem cirúrgica na segunda-feira (6) para remover um abcesso que foi criado no fígado. O processo foi realizado devido a uma infecção descoberta no órgão.

“No domingo [5], ele já estava fora da UTI, mas sofreu uma inflamação no hematoma que já tinha, provavelmente causado pelas bactérias do intestino. Por conta da infecção que foi causada a partir disso, teve de passar por uma drenagem no local ontem [segunda]“, disse.

De acordo com o médico, por conta da intervenção cirúrgica, feita com anestesia geral, Netinho está sedado e respira com auxílio de aparelhos, processo classificado por ele como “normal”. Jorge Bastos afirmou que o artista não passa por “nenhum risco iminente”. Não há previsão de alta e um boletim médico deve ser divulgado na quarta-feira (8).

Na noite desta terça-feira (7), o movimento de parentes e amigos aumentou no hospital. Ivete Sangalo fez uma visita e, em mensagem de apoio postada em seu perfil no Facebook, disse que rezou com o amigo. “Estive com a familia toda, rezei ao lado dele. Todos estão numa corrente de amor e positivismo. Vamos juntos mandar o que há de melhor pra ele que amamos tanto e que vai se recuperar o mais rapido possivel!”, relatou a cantora na rede social.

netinhoNa última postagem da assessoria de imprensa no Twitter do artista, por volta das 21h, não chegou a ser informado o estado de saúde. “O cantor Netinho permanece internado na UTI do Hospital Aliança e continua sendo atendido pela equipe médica do Dr. Jackson Noya. Um novo boletim médico será divulgado amanhã. Agradecemos a atenção, carinho e orações de todos. /@galeranetinho”, diz a mensagem no microblog.

No hospital, um amigo do cantor, que não quis se identificar, disse que o estado de saúde é grave por conta de infecções. O cantor foi diagnosticado com “adenomas hepáticos benignos” e, na quarta-feira, completa 15 dias na UTI.

Mais cedo, ainda nesta terça-feira, a assessoria de imprensa postou no Twitter que o cantor agradece o apoio dos fãs. “Netinho pediu para dizer a vocês que está recebendo a energia e o amor de vocês diariamente e quer agradecer todas as orações e manifestações de carinho. Disse que é vocês irem se preparando pois ele está vindo mais forte e mais elétrico do que antes. Deve ir para o quarto essa semana, pois o médico dele, conhecendo ele tanto quanto vocês o conhecem, pediu para segurá-lo quieto um pouquinho mais, apenas por segurança”, escreveu no Twitter.

Segundo já informado pelos médicos, Netinho deverá retornar aos palcos dentro de cerca de 60 dias. No mês passado, Netinho foi internado no mesmo hospital após sentir fortes dores na coxa direita, ficando seis dias na unidade. Na ocasião, o cantor foi diagnosticado com “lesão aguda no músculo ilíaco direito”, disse a assessoria de imprensa na época.

Conforme recomendações médicas, Netinho foi liberado na terça-feira (23), mas precisou voltar ao hospital no dia seguinte porque sentiu, novamente, fortes dores no abdômen.

medicos_1Diagnóstico

Segundo os médicos, Netinho deu entrada no hospital pela primeira vez após sentir dores durante atividade física. “Há quinze dias mais ou menos, ele apresentou uma dor relacionada à atividade física e foi atendido aqui. Durante a investigação dessa dor muscular, que mostrou ser um edema, foi realizado um exame de imagem que chamou a atenção pelo aspecto inusitado do fígado. Começamos a fazer uma avaliação e depois de alguns exames decidimos fazer um exame que se chama ‘biópsia hepática’”, relatou Jackson Noya na coletiva do dia 30 de abril.

Após a realização da biópsia, Netinho foi liberado, mas precisou voltar ao hospital no dia seguinte porque sentiu fortes dores no abdômen. De acordo com Noya, uma complicação após a realização da biópsia hepática provocou um grande sangramento. “Nesse procedimento houve um acidente, um sangramento acima do esperado. Ele foi prontamente atendido, levado para radioterapia e foi detectado que ele teve uma lesão em um vaso arterial”, disse.

O cirurgião Jorge Bastos explicou que foi necessário colocar um cateter através da artéria femoral para que o sangramento fosse contido. “O que foi feito foi um tipo de cirurgia chamada ‘minimamente evasiva’. Foi colocada uma substância altamente aderente composta de umas pequenas esferas de plástico e, através do cateter, se entope a artéria e para o sangramento. Houve um sucesso no controle desse sangramento e não houve necessidade de cirurgia convencional, na qual é retirada essa parte que foi afetada”.

Segundo o clínico Jackson Noya, a complicação da biópsia hepática foi o maior problema de Netinho. “Em relação às imagens que nos preocuparam [antes da biópsia hepática], elas acabaram sendo muito mais benignas do que a gente imaginava. Deve evoluir muito bem e regredir com alguns meses”, afirmou o médico.

“Essas imagens correspondem a pequenas dilatações vasculares e que não têm nenhum potencial de malignidade. Ele vai ficar bem, vai cantar, dançar, não vai ter nenhuma sequela”, informou o hepatologista Raymundo Paraná, que também acompanha o tratamento do cantor no hospital.

Adenomas hepáticos

O hepatologista Raymundo Paraná explicou que adenomas hepáticos são lesões benignas do fígado, que são classificadas em três tipos diferentes: 1, 2 e 3. Segundo Paraná, os adenomas hepáticos são, na maioria das vezes, causados por uso de hormônio e aparecem mais em mulheres. O diagnóstico em homens, de acordo com o hepatologista, é muito raro.

“Normalmente, [os adenomas hepáticos] são mais encontrados em mulheres que usam contraceptivo oral, muito raramente em homens, porque esse tipo de adenoma, que é o mais comum, se associa ao uso de hormônios femininos. Normalmente, é uma lesão no fígado que é benigna. Muito raramente sofre malignização. Em homens, o adenoma é muito raro. Hoje se torna um pouco mais comum em função de algumas práticas na academia, por exemplo, onde se faz uso de medicamentos com testosterona. Não estou dizendo que seja o caso do paciente, é importante dizer isso. O adenoma em homens é um caso de absoluta exceção”, afirmou.

Raymundo Paraná esclareceu ainda que o risco para quem é diagnosticado com adenomas hepáticos só ocorre caso a lesão não seja diagnosticada precocemente porque ela pode evoluir e rompe, causando sangramento no abdomên.

“Quando [a lesão] é diagnosticada precocemente, com a suspensão do medicamento, pode haver regressão. Se a lesão já é grande e tem-se risco de ruptura, faz a cirurgia para a retirada. O sintoma pode ser nenhum até que o fígado venha a sofrer ruptura ou uma imagem em um diagnóstico incidental mostre a lesão – o que é o ideal porque senão a evolução é para ruptura”, disse o hepatologista.

G1

Comentários

Nome

E-mail

Comentário

*
newline - banner lateral sidebar 300x250 02